Quem é esse cara?

Foto: Janine Moraes

Arisson Tavares da Silva é escritor brasiliense, jornalista, atual diretor de Mídias Sociais do Sindicato dos Escritores do Distrito Federal, membro do Núcleo Jovem de Letras e Artes da Academia de Letras do Brasil/DF e da Cia dos Blogueiros.


Literatura

Escreveu o livro Evolução Decrescente, publicado em 2010 pela editora Biblioteca 24 Horas e em 2014 pela Chiado Editora. A obra chegou a ficar entre os 20 livros de crônicas em português mais vendidos no site da Bertrand Livreiros, a mais conceituada rede de livrarias de Portugal.

O segundo livro, No Vermelho, foi publicado pela editora Novo Século e teve o lançamento oficial em junho de 2013, na Fnac Brasília. A obra participou do 28º Salão do Livro e da Imprensa de Genebra - Suíça.

O novo livro, O lado do amor que as novelas não mostram, ganhou força ao ter seu primeiro capítulo disponibilizado no site Amazon antes mesmo de ser concluído. A obra, que é a primeira do autor no gênero romance, chegou a ficar entre as 90 mais baixadas gratuitamente na categoria Contos da loja Kindle, entre mais de 5 mil publicações. O lançamento está previsto para 2017.

Criador do projeto Escritor Solidário, Arisson estimula a leitura por meio de ações sociais e doações. O trabalho dele em prol da literatura foi homenageado no segundo aniversário da Academia de Letras do Brasil/DF.


Jornalismo

Trabalha no Núcleo de Comunicação e Eventos da Abrace, instituição sem fins lucrativos que presta assistência a famílias de crianças com câncer. Em parceria com a GTV, produz o programa Escritor Solidário, que une jornalismo, literatura e solidariedade.

Como blogueiro, Arisson Tavares entrou para a lista dos Top 100 na categoria Humor das duas últimas edições do Prêmio Top Blog (2013 e 2015). O escritor foi membro da Cia dos Blogueiros, sendo um dos 622 blogs cadastrados pelo site, que foi uma iniciativa da Secretaria Municipal da Cultura e do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Araçatuba.

Participou da exposição fotográfica Retrato de Superação, na Câmara dos Deputados, resultado de um projeto da Abrale, e do curso A magia do analógico, da Escola Brasiliense de Fotografia.

Além disso, faz parte da equipe do site Policromático, no qual foi o Repórter Insano em vídeos e escreveu matérias sobre cultura pop. Arisson também já contribuiu como articulista literário para o Portal da Arte e Cultura Alternativa Independente e com produção de peças publicitárias institucionais para a empresa Repense, que oferece consultoria de marketing para micro, pequenas e médias empresas. O autor também já participou como colunista de humor do Canal Brasília, do Ministério de Comunicação da Renovação Carismática Católica de Brasília e do programa web Alvorada Cultural, onde entrevistava escritores brasilienses.


Áudios e vídeos

Em seu canal no Youtube, Arisson acumula vídeos humorísticos, apresentações e entrevistas. Foi um dos idealizadores do programa de rádio para internet iCarambaCast, no qual fez parte da bancada em todos os programas que foram ao ar.

Outros projetos de sucesso são o iPobrecast e o Playotropia, com áudios humorísticos que mostram várias facetas do escritor. Os áudios fazem parte da programação da Kiss Web Rádio, indicada como líder no segmento jovem no Norte/Nordeste pelas estatísticas do site Rádios.com.br, e da Aki FM (Fortaleza-CE).


Nos palcos

Além dos vídeos e áudios, o escritor também explora seu lado teatral, tendo em seu currículo uma apresentação de solo humorístico no Dia do Doador, que aconteceu no auditório do Hemocentro de Brasília, e a apresentação no espetáculo O empoderamento da pessoa com Síndrome de Down, com a Associação Cultural Namastê, no Teatro Nacional de Brasília.

Ainda pelo grupo Namastê, fez parte do espetáculo Vivenciando os sentidos e de algumas apresentações isoladas, como o Clube dos Meninos.

Participou do curso oferecido pela Cia De 4 é Melhor, apresentando a peça De volta aos anos 90, em 2011, e atuando como contra-regra durante uma temporada na peça Você é o que você come.

Além disso, fez apresentações isoladas na Feira do Livro de Brasília, no Ministério da Justiça, na Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho da Terracap, no festival Hilaridade Fatal e no Humor de 5ª do Sesc.

Arisson também já foi integrante do projeto Doutorriso, da Fundação CDL. Com o apelido de Doutor Zão e vestido de palhaço, o autor levou humor para pacientes, familiares e funcionários do Hospital Materno Infantil (HMIB).


Palestras

A convite da Faculdade Anhanguera de Brasília, foi palestrante na 2ª Feira Capital Estudante, que aconteceu no Pátio Brasil, e na Semana do Ensino Responsável, promovida pela instituição.

Arisson também participou do Projeto Rondon, na Operação Peixe Boi, executando projetos sociais no Amazonas junto com uma equipe de universitários e professores. Além de falar para o público adulto sobre a importância da capacitação, o escritor trabalhou no ciclo de palestras para crianças com temas como Higiene Dental e Bullying. Para atrair a atenção do público mirim, se transformou no Pirata, personagem infantil criado para o evento.